Policlínica
Vianense

Telefone

+351 258 823 400

Osteopatia

O que é?

A osteopatia é uma terapia manual, complementar à medicina convencional, que se rege através do princípio de que a estrutura governa a função, influenciando, portanto, os sistemas musculoesquelético, nervoso e visceral do individuo.

Esta abordagem nasceu nos Estados Unidos em 1874 pelo Dr Andrew Taylor Still. Este acreditava que esta terapia restaurava a estrutura musculoesquelética e a respetiva função através do contacto manual e da manipulação articular, sendo uma perspetiva holística que inclui também a saúde física, mental e espiritual.

Na abordagem osteopática existem 3 princípios filosóficos pelos quais os profissionais se regem, sendo eles:

  1. O corpo humano é uma unidade dinâmica de funções; nesta perspetiva o osteopata vê o corpo corno um todo. Sendo assim, a região do sintoma nem sempre é a verdadeira razão da dor. O problema pode estar à distância. Na abordagem osteopática, o profissional realiza urna avaliação exaustiva para perceber onde se localiza o ponto inicial do problema em questão;
  2. O corpo possui a capacidade de auto-cura; o osteopata realiza o seu tratamento e depois é o corpo do indivíduo que processa os estímulos recebidos e autorregenera-se;
  3. A estrutura governa a função; isto quer dizer que, por exemplo, quando existe urna afeção muscular, um osteopata tem sempre que procurar as estruturas associadas e verificar se não existe algum distúrbio biomecânico. Caso exista vai afetar a função do músculo, provocando sintomatologia;

O principal objetivo da osteopatia é restaurar a função, e, posteriormente, promover o bem-estar, aumentando a qualidade de vida das pessoas. Consequentemente, o tratamento é então baseado nos 3 princípios mencionados previamente.

 

Marque já a sua consulta

Em que pode intervir a osteopatia?

  • Dor lombar (dor no fundo das costas);
  • Dor cervical (dor no pescoço e/ou ombros);
  • Ciatalgia (dor ciática);
  • Dores de cabeça e enxaquecas;
  • Bruxismo (ranger dos dentes);
  • Tendinopatias (tendinites);

  • Entorses;
  • Alterações ou problemas com o sono (ex:pesadelos frequentes);
  • Cervicobraquialgias (adormecimento das mãos e formigueiros);
  • Se existir algum tipo de cicatriz;
  • Azia (ardor no peito), refluxo gastroesofágico e prisão de ventre;

Perguntas Frequentes

As consultas de osteopatia também são recomendadas para crianças?

Sim. Qualquer pessoa de qualquer faixa etária pode recorrer a consultas de osteopatia, a partir do momento em que apresente um quadro clínico que vá de encontro a esta especialidade.

Não hesite em contactar-nos